Número: 33
Ano: 2017
Publicação: Junho / Agosto 2017

Nome da Edição

Por que ser professor?

Mostrando de 1 a 12 de 12
  • Capa

    Não é fácil ser professor no Brasil

    Hoje permanecem na carreira docente os abnegados e muitos que não encontraram outras alternativas profissionais.

    José Marcelino de Rezende Pinto

  • Capa Conteúdo Restrito

    Os professores entre o risco, a insegurança e a incerteza

    Fatores como o impacto das reformas, as relações com os alunos e suas famílias condicionam de maneira significativa as trajetórias profissionais.

    Jaume Carbonell

  • Capa Conteúdo Restrito

    Se pensam que a educação não é fundamental, experimentem a ignorância

    Enquanto não se reconhecer o valor fundamental da educação, não se proporcionar as melhores formações iniciais e continuadas e não se oferecer condições de trabalho adequadas aos professores, continuaremos pagando o preço da ignorância.

    Juana M. Sancho-Gil

  • Carta ao Leitor Conteúdo Restrito

    A carreira docente em xeque

    Melhorar a educação de um país envolve valorizar os professores, o que inclui uma remuneração compatível com as exigências da carreira, condições de trabalho estimulantes, infraestrutura e equipamentos adequados. Essas são algumas das ideias expostas pelo professor José Marcelino de Rezende Pinto, da USP, no artigo de abertura desta edição, em que analisamos o momento pelo qual passa a carreira docente no Brasil.

    Adriane Kiperman

  • Contexto Conteúdo Restrito

    Corrida pelo aprimoramento

    Garantida por lei e presente nas metas do Plano Nacional de Educação, a formação continuada ainda enfrenta entraves que dificultam o desenvolvimento profissional dos docentes.

    reportagem  // Andressa Basilio

  • Cotidiano

    Autoria e autonomia em uma oficina de criação de canções

    Alunos  do ensino médio do Colégio Pedro II, no Rio de Janeiro, vivenciaram a experiência de se tornar compositores em um processo de produção coletiva de conhecimento.

    Leonardo Stefano Masquio

  • Enfoque

    As tecnologias digitais e os professores de matemática

    Ao se perceberem sujeitos imersos na cultura digital, os professores são capazes de compreendê-la e orientá-la para criar espaços de aprendizagem propícios ao desenvolvimento dos alunos em todas as suas dimensões.

    Tiago Dziekaniak Figueiredo & Sheyla Costa Rodrigues

  • Entrevista

    Cooperação e participação para transformar a escola

    Professor do Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, António Nóvoa é muito conhecido no Brasil, onde tem lecionado e atuado em consultorias, palestras e outras atividades acadêmicas. Sua contribuição com a educação brasileira lhe valeu o título de doutor honoris causa da Universidade de Brasília (UnB) em 2015. Atualmente, a convite da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), está envolvido na coordenação de um projeto para criar um complexo de formação de professores, que reunirá todos os cursos de licenciatura da UFRJ em parceria com as escolas da rede pública do Rio.

    Entrevista com António Nóvoa

  • Profissão Conteúdo Restrito

    O futuro é agora

    Estudos mostram que muitas profissões atuais tendem a desaparecer em um futuro próximo, enquanto outras que ainda nem existem estarão em alta. A escola precisa estar atenta para essas mudanças se quiser preparar os jovens para o novo cenário profissional.

    Reportagem // Silvana Azevedo

  • Psi Conteúdo Restrito

    Por que não somos racionais

    As decisões que tomamos cotidianamente podem ter uma influência enorme na direção de nossas vidas, por isso é importante que saibamos como aprimorá-las cada vez mais.

    Ramon M. Cosenza

  • Sala dos Professores Conteúdo Restrito

    A natureza tutorial da função docente

    Mais do que ensinar conteúdos disciplinares, professores ensinam e ajudam as pessoas a se educarem e a se construírem como sujeitos autônomos singulares.

    Ángel I. Pérez Gómez