Número: 32
Ano: 2017
Publicação: Março/Maio 2017

Nome da Edição

Os jovens e o desemprego

Mostrando de 1 a 12 de 12
  • Caleidoscópio Conteúdo Restrito

    Recursos informais para o ensino da educação ambiental

    Histórias em quadrinhos publicadas em revistas e jornais podem ser usadas para promover a reflexão em uma perspectiva crítica.

    Nágila Caporlíngua Giesta

  • Capa Conteúdo Restrito

    A formação da juventude brasileira e sua relação com o trabalho

    É preciso considerar as diferentes juventudes que frequentam o ensino médio e refletem a diversidade do povo brasileiro com toda a complexidade que envolve os aspectos econômicos, sociais, políticos e culturais

    Eliane Cleide da Silva Czernisz & Sandra Regina de Oliveira Garcia

  • Capa

    A ideia do ensino técnico é boa, mas...

    Os cursos técnicos ou de formação profissional permanecem um setor mal compreendido e dominado por discussões desfocadas ou ideologicamente polarizadas

    Claudio de Moura Castro

  • Capa

    Escolaridade, qualificação e inserção dos jovens no mercado de trabalho

    O grau de escolaridade é o fator que mais afeta as chances de inserção e ascensão na vida profissional. É preciso ações que contribuam para o fortalecimento contínuo de indivíduos muito vulneráveis, em um processo de longo prazo

    Alexandre Queiroz Guimarães & André Braz Golgher

  • Carta ao Leitor

    Carta ao leitor

    A crise econômica atual está expondo uma de suas faces mais preocupantes: a dificuldade dos jovens para conseguir espaço no mercado de trabalho. É verdade que essa situa­ção não é inédita ou exclusivamente brasileira. Nos demais países da América Latina, assim como na Europa e em outras regiões, a faixa entre os 14 e os 24 anos tem sido a mais atingida pelo desemprego. Cabe, então, a pergunta: como a sociedade em seu conjunto e a escola, em particular, podem contribuir para que a geração que está ingressando na vida profissional possa fazê-lo com qualificação e empregabilidade?

    Adriane Kiperman

  • Contexto

    Corpo e movimento no currículo

    Brincadeiras, danças, lutas, esportes e ginásticas são algumas das manifestações culturais que devem estar nas aulas de educação física das escolas de ensino médio para que os alunos se reconheçam nelas e façam suas reflexões

    Reportagem  // Cristiane Marangon

  • Cotidiano Conteúdo Restrito

    Situações-problema e o prazer de aprender

    No Colégio Sesi de Palmas (PR), as oficinas de aprendizagem desafiam os alunos a trabalhar em grupo e em uma perspectiva transdisciplinar

    Gilson Aléxis Godoi Müller

  • Enfoque

    Por que os padrões nacionais de educação são uma má ideia

    Os brasileiros que debatem a Base Nacional Comum Curricular devem aprender a partir da experiência desastrosa dos Estados Unidos com o Núcleo Comum

    Nicholas Tampio

  • Entrevista Conteúdo Restrito

    Oportunidade para planejar um futuro melhor >> Com Almério Melquíades de Araújo

    Em um cenário econômico recessivo e diante de mudanças à vista no ensino médio, o que esperar da escola na formação profissional dos jovens? Para analisar o momento pelo qual passa a educação e trazer reflexões sobre essa e outras questões, conversamos com Almério Melquíades de Araújo, coordenador de ensino médio e técnico do Centro Paula Souza, um dos principais sistemas de educação profissional do país.  

  • Profissão Conteúdo Restrito

    Entre a teoria e a prática

    Entender a realidade empresarial é fundamental para que os jovens consigam uma colocação e as escolas possam aprimorar seus programas de ensino de acordo com as necessidades do mercado

    Reportagem // Daniele Zebini

  • Psi

    Adolescentes e adolescências

    Desconstruindo parâmetros de idade, os adolescentes têm sido cada vez mais definidos por suas características sociais e econômicas e menos por sua aparência ou seu funcionamento físico e hormonal

    Elder Cerqueira-Santos; Othon Cardoso de Melo Neto & Sílvia H. Koller